O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, deixou a presidência do Banco do Brasil, segundo informações da BandNews TV. A saída vem após a publicação de uma reportagem pela revista Veja que apontou que o presidente Jair Bolsonaro estaria insatisfeito com o trabalho do executivo.

Às 17h42, as ações da instituição financeira caíam 5%.

Nesta segunda (dia 11), o banco informou ao mercado que aprovou um plano de reorganização para ganhos de eficiência operacional que prevê, entre outras medidas, o fechamento de 112 agências da instituição, além da criação de um PAQ (Programa de Adequação de Quadros) e de um PDE (Programa de Desligamento Extraordinário). O banco diz que a implementação plena das medidas deve ocorrer durante o primeiro semestre deste ano.

O plano de reorganização prevê ganhos de eficiência e otimização em 870 pontos de atendimento do País, com a desativação de 361 unidades (112 agências, sete escritórios e 242 postos de atendimento), a conversão de 243 agências em postos de atendimento e oito postos de atendimento em agências, transformação de 145 unidades de negócios em Lojas BB, sem guichês de caixa, relocalização compartilhada de 85 unidades de negócios e criação de 28 unidades de negócios (14 agências especializadas agro e 14 escritórios leve digital).

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).