Em meio ao aumento persistente dos casos de coronavírus no mundo e puxado para baixo pelos bancos, o Ibovespa encerrou o dia em queda de 1,40%, a 99.605 pontos.

O ambiente de forte aversão a risco fez o dólar subir 1,23%, a R$ 5,68.

O que aconteceu com a bolsa e o dólar hoje? A bolsa teve nesta terça-feira (dia 27) a terceira queda consecutiva, após ter chegado a superar os 102 mil pontos durante um pregão na semana passada.

Os investidores estão receosos do aumento dos casos de Covid-19 no exterior, movimento que acontece às vésperas das eleições presidenciais nos Estados Unidos e em meio à indefinição em torno de um novo pacote de estímulos para a economia americana.

Nesse cenário, investidores aproveitaram para realizar lucros: o Santander, que apresentou hoje resultados do terceiro trimestre melhores do que o esperado pelo mercado, teve queda de mais de 4%, arrastando consigo os outros bancos.

Ao longo deste mês, as ações das instituições financeiras tiveram uma forte valorização, o que mostra que o mercado já vinha apostando em balanços positivos.

Outro destaque negativo do pregão foram as ações da Embraer, que tombaram mais de 6%.

Maiores altas:

Cosan (+ 2,81%)

Localiza (+ 2,67%)

Gerdau (+ 2,39%)

Maiores baixas:

Embraer (- 6,25%)

Santander  (- 4,73%)

B3 (- 4,06%)

(Com a Reuters)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).