A declaração do Imposto de Renda 2021 já está batendo a porta. O prazo se encerra em 30 de abril, e é normal que apareceram dúvidas durante esse período.

Por isso, este ano o 6 Minutos e a EY (antiga Ernst & Young), líder em serviços de auditoria e consultoria, vão responder a dúvidas dos leitores sobre o preenchimento da declaração do Imposto de Renda.

Como declarar financiamento estudantil?

O Fies ou o financiamento estudantil privado são créditos que devem ser declarados no campo de Dívidas e Ônus Reais do Imposto de Renda.

De acordo com a EY, o crédito educativo é considerado como empréstimo oneroso, com ônus e encargos próprios desses contratos. Dessa forma, o valor contraído deve ser reportado na ficha de Dívidas e Ônus Reais.

O contribuinte deve reportar o saldo devedor do financiamento em 31/12/2019 e 31/12/2020, bem como o valor total pago durante o ano de 2020.

O valor gasto pode ser deduzido? Sim. Segundo a EY,  o valor pago à instituição de ensino com recursos de crédito estudantil pode ser deduzido como despesa com instrução. Vale lembrar que é preciso observar os limites previstos na legislação e no ano efetivo do pagamento.

Mas, fique atento, porque os valores pagos pelo contribuinte após a conclusão do curso não são dedutíveis para fins de imposto de renda.

Confira como declarar seus investimentos no IR 2021:

 

Tem dúvidas? Mande sua pergunta para o 6 Minutos:

Email: faleconosco@6minutos.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/6Minutos

Instagram: https://www.instagram.com/6minutos/

Whatsapp: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp

Telegram: t.me/seisminutos

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).