O prazo para envio da declaração de Imposto de Renda de 2020 venceu às 23h59 desta terça-feira (30). O que acontece agora se você não entregou a sua em tempo? Calma, não é o fim do mundo. Basta se preparar para enviar a declaração em atraso para a Receita Federal.

Qual a punição pelo atraso? O contribuinte fica sujeito ao pagamento de multa pelo atraso. “A multa corresponde a 1% por mês de atraso, aplicada sobre o valor imposto devido, limitada a 20% deste. De qualquer modo, o contribuinte estará sujeito à multa mínima de R$ 165,74”, diz David Soares, analista editorial da IOB.

Quando posso enviar a declaração em atraso? O envio pode ser feito a partir de hoje. Nos outros anos, o prazo demorava alguns dias para ser reaberto, lembra Flávia Fernandes, especialista em Imposto de Renda da PwC Brasil.

Quando devo enviar a declaração em atraso? O quanto antes, segundo Flavia. Porque quanto mais tempo o contribuinte demorar, maior será a multa devida em caso de imposto a pagar.

“Hoje, a Receita está muito bem aparelhada para cruzar informações. Se uma pessoa recebeu rendimentos tributáveis, a Receita já recebeu essas informações da fonte pagadora, está só esperando a declaração para cruzar valores. À medida em que os dados não são enviados, a Receita pode questionar isso e aplicar um auto de infração por falta de recolhimento”, afirma Flavia.

Qual o prazo máximo? No pior dos cenários, o prazo máximo é de cinco anos, contados do ano seguinte ao calendário de envio. Exemplo: esses cinco anos contam a partir de 2021 para a declaração de 2020.

E se fiquei na malha fina? Flavia diz que o próprio contribuinte pode se cadastrar no site e-Cac, da Receita Federal, e acompanhar o processamento da restituição. Em caso de malha fina, ele pode corrigir o problema por meio de uma declaração retificadora.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).