O prazo para envio da declaração de Imposto de Renda 2021 termina às 23h59 do dia 31 de maio, próxima segunda-feira. O vencimento inicial era em 30 de abril, mas por conta da pandemia de coronavírus os contribuintes ganharam mais um mês para enviar a declaração à Receita Federal.

Ainda falta muita gente? Sim. Das 32 milhões de declarações esperadas, 23,5 milhões foram enviadas até as 11h desta segunda-feira (24), segundo a Receita.

O que acontece se eu perder o prazo? Quem não entregar a declaração dentro da data está sujeito ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74, podendo chegar a 20% do imposto devido

Programa de declaração do Imposto de Renda

Isso é o básico. Comece fazendo o download do programa de entrega da Declaração de Imposto de Renda 2021 (ano-calendário 2020). O acesso está disponível no site da Receita Federal.

A entrega da declaração do IR 2021 pode ser feita de 3 formas:

  • Pelo computador, por meio do Programa Gerador da declaração (PGD) relativo ao exercício de 2020;
  • Na página Receita Federal, pelo navegador de internet (com certificado digital);
  • Pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para tablets e smartphones.

Declara agora e retifica depois

Caso não tenha tempo de reunir as informações necessárias, dá para preencher a declaração com os dados que possui e completar depois por meio de uma declaração retificadora, a fim de incluir os dados pendentes.

Felipe Coelho, gerente sênior de Impostos da EY, ressalta que após o prazo de 31/05/2021, não será permitida a retificação da Declaração de Imposto de Renda com alteração do modelo. Isso significa que se o contribuinte entregou a DIRPF original no modelo simplificado, a DIRPF Retificadora também deverá ser entregue utilizando o mesmo modelo.

Como saber que modelo devo utilizar? A versão mais vantajosa dependerá do perfil tributário de cada pessoa. Como regra geral, o modelo completo é indicado para quem tem muitas despesas dedutíveis com saúde, educação e dependentes – descubra qual é o melhor modelo de declaração de Imposto de Renda para você.

De qualquer forma, ao fim do preenchimento da declaração, o próprio programa mostra qual modelo é mais vantajoso para o contribuinte

Por onde começar o preenchimento?

O jeito mais fácil de começar é importando os dados da declaração do ano anterior. Assim, as informações pessoais, dos bens e direitos e de pagamentos já vão estar lá. Em caso de eliminação de um desses dados, é só excluir e alterar depois.

Mas se você não tem esses dados, o jeito é começar do zero, preenchendo um por um mesmo. Veja abaixo os documentos básicos que você vai precisar:

  • Informe de rendimentos das empresas para quais trabalhou
  • Informe de rendimentos das instituições financeiras em que tem conta e aplicações
  • Recibos de despesas médicas, odontológicas, etc.
  • Recibos de despesas com educação

O informe de rendimentos é enviado todos os anos pelas empresas. No caso das instituições financeiras, a maioria costuma oferecer esses documentos pelo site ou aplicativo.

Leia também: Teste de covid-19 pode ser deduzido? Veja como declarar despesas médicas no IR 2021

Veja como declarar seus investimentos no IR 2021

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).