Gastos pessoais com lazer e viagens, que foram os que mais encolheram no segundo trimestre de 2020, voltaram para o patamar pré-pandemia. Entretanto, o número de pessoas que realizou esse tipo de despesa no ano passado caiu, segundo dados levantados pelo Guiabolso a pedido do 6 Minutos.

O gasto com lazer, por exemplo, que era de R$ 171 em fevereiro e março, caiu para R$ 149 em abril. Mas em dezembro esse tipo de despesa subiu e foi a R$ 195.

Com viagens, as despesas mensais eram de R$ 635 em fevereiro de 2020 e caíram para R$ 477 em junho. Em dezembro, as pessoas já estavam desembolsando os mesmos R$ 635 com turismo.

Mas o percentual de pessoas que tiveram gastos com viagens caiu 28,4% ao longo de 2020. No mesmo período, o recuo foi de 24% no total de pessoas que tiveram despesas com lazer.

Os gastos com apps de transporte se recuperaram também, mas com um percentual menor de pessoas utilizando esse tipo de serviço. Após cair para R$ 38 em março, os gastos com apps de transporte cresceram e atingiram R$ 54 em dezembro.

E os outros gastos?

O melhor desempenho foi o dos apps de comida, cujos desembolsos subiram de R$ 69 em fevereiro para R$ 99 em dezembro. O percentual de pessoas com esse tipo de despesa subiu 9,4%

Os pagamentos do supermercado aumentaram de R$ 220 em fevereiro para R$ 279 em dezembro, mas o percentual de pessoas com essa despesa caiu 0,8% no período.

A mesma coisa aconteceu com os gastos com farmácia, que avançaram de R$ 72 em fevereiro para R$ 85 em dezembro. Mas a penetração desse gasto entre os usuários caiu 1,5%.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).