As vendas de moradias usadas nos Estados Unidos saltaram em ritmo histórico pelo segundo mês consecutivo em julho, enquanto os preços das casas bateram um recorde à medida que as taxas de juros historicamente baixas aumentam a demanda por imóveis, mesmo com a pandemia de coronavírus deixando milhões de pessoas sem trabalho.

A Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos EUA disse nesta sexta-feira que as vendas de moradias usadas aumentaram 24,7% para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 5,86 milhões de unidades no mês passado. Os dados de junho foram revisados ligeiramente para baixo, para 4,70 milhões de unidades, ante 4,72 milhões relatados originalmente.

O salto de julho foi o segundo consecutivo, vindo na esteira de um aumento mensal recorde em junho, e elevou o ritmo de vendas acima das 5,76 milhões de unidades registradas em fevereiro, antes que a pandemia desencadeasse um breve abalo nas vendas. O nível de julho foi o mais alto desde dezembro de 2006.

Economistas consultados pela Reuters projetavam aumento de 14,7%, a uma taxa de 5,38 milhões de unidades em julho.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.