SÃO PAULO (Reuters) – A comercialização de milho segunda safra alcançou 25,2% da produção esperada para 2020/21, ligeira alta de 1 ponto percentual ante o levantamento divulgado em dezembro, em meio a uma evolução mais lenta que a verificada em meses anteriores, estimou nesta segunda-feira a consultoria Safras & Mercado.

No entanto, o patamar de vendas segue superior ao visto no mesmo período da temporada passada, de 13,7%, destacou a consultoria.

De acordo com a Safras, o Brasil deve produzir 83,7 milhões de toneladas na “safrinha” de 2020/21.

O maior nível de comercialização foi registrado em Mato Grosso, com 30,9%, seguido por Mato Grosso do Sul com 27,2%. No Paraná, as vendas chegaram a 19,3%.

Já a comercialização da safrinha 2019/20, que foi colhida no ano passado, chegou a 90,3% ante 83,9% na projeção anterior e 87,4% um ano antes, disse a consultoria.

(Por Nayara Figueiredo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).