SÃO PAULO (Reuters) – A usina nuclear de Angra 1, em Angra dos Reis (RJ), iniciará a partir da madrugada de sábado uma parada programada com duração prevista de 35 dias para reabastecimento de combustível, disse nesta sexta-feira a Eletronuclear, subsidiária da estatal Eletrobras responsável pela unidade.

Com a paralisação temporária de Angra 1, que tem capacidade instalada de 640 megawatts, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) acionará outras usinas do sistema para garantir o abastecimento do país, explicou a Eletronuclear em nota à imprensa.

As paradas para reabastecimento com combustível nuclear ocorrem aproximadamente a cada 14 meses e são programadas com antecedência de pelo menos um ano, segundo a empresa.

Os trabalhos a serem realizados na unidade durante a paralisação incluem reabastecimento de um terço do combustível nuclear e atividades de inspeção e manutenção, além de outras, o que envolverá cerca de 600 profissionais, incluindo 30 estrangeiros, além de equipes da Eletronuclear.

A empresa disse que durante as atividades serão tomadas medidas de prevenção à Covid-19 que incluem refeições das equipes em horários escalonados e treinamento dos profissionais envolvidos para reforço do distanciamento social.

(Por Luciano Costa)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).