SÃO PAULO (Reuters) – A produção brasileira de soja deve avançar para um novo recorde de 144 milhões de toneladas na próxima safra (2021/22), o que, se confirmado, representará alta de 5,88% ante a máxima histórica prevista para a temporada atual, estimou nesta quarta-feira o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês).

O órgão americano manteve sua projeção de 136 milhões de toneladas para o ciclo de 2020/21, cuja colheita caminha para a conclusão, ante a expectativa divulgada no mês anterior.

Para o milho, o USDA espera colheita de 118 milhões de toneladas na próxima safra, um avanço ante os 102 milhões projetados para a temporada atual, que tem sido fortemente afetada por uma seca.

O USDA rebaixou sua projeção mensal para o milho do Brasil, nesta safra, visto que a expectativa anterior era de 109 milhões de toneladas.

(Por Nayara Figueiredo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).