Um dia depois do pesadelo causado pela estreia do serviço Amazon Prime no Brasil, quando lideraram as perdas na bolsa, as principais empresas brasileiras que atuam no e-commerce têm um dia positivo nesta quarta-feira (dia 11). As ações de B2W (dona da Americanas.com, do Submarino e do Shoptime), Magazine Luiza e Via Varejo (dona da Casas Bahia e do Ponto Frio) estão entre as maiores altas do dia.

Vamos aos números: No meio da tarde, às 14h07, as ações do Magazine Luiza subiam 3,48%; as da Via Varejo se valorizavam em 2,36%; e as da B2W tinham ganho de 2,03%.

O que explica a alta das ações? O IBGE divulgou hoje pela manhã, antes da abertura do mercado, os resultados do comércio no país em julho. As vendas cresceram 1% na comparação com junho, muito acima da mediana das projeções de mercado (0,2%).

Foi um avanço expressivo, só comparável ao que o setor havia registrado em novembro de 2018, mês da Black Friday. Como julho não teve nenhuma data comemorativa que pudesse alavancar as vendas, o resultado foi interpretado por analistas e investidores como um sinal de que talvez a retomada comece a ganhar força.

A alta desta quarta anula as perdas da terça? Não, apenas em parte. As ações do Magazine Luiza tombaram 4,97% na terça; as da B2W perderam 4,83%; e as da Via Varejo caíram 3,28%. Em conjunto, Magazine Luiza, B2W e Via Varejo perderam R$ 4,7 bilhões em valor de mercado na terça-feira.

Quem mais está se beneficiando do resultado do IBGE? As ações do Grupo Pão de Açúcar sobem 4,33% às 14h07; e as das Lojas Americanas se valorizam em 3,58%. Empresas donas de shoppings centers também estão em um dia positivo: os papéis do grupo Iguatemi sobem 2,73%, e os da Multiplan, 3,49%.

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).