O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu entrada nesta segunda-feira (4) no processo para que os Estados Unidos deixem o Acordo de Paris. Trata-se de um acerto firmado por 195 países em 2015, com o objetivo de combater a emissão de gases poluentes e o aquecimento global.

Por que os EUA tomaram essa decisão? Em um e-mail, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou que Trump tomou essa decisão “em virtude do fardo econômico imposto para os trabalhadores, negócios e pagadores de impostos americanos”.

Pelo acordo, os EUA deveriam, até 2025, reduzir a emissão de gases poluentes entre 26% e 28% abaixo dos níveis de 2005, o que, na visão de Trump, inibe o crescimento econômico do país. O processo de saída deve levar cerca de um ano.

O que significa a posição manifestada hoje? É a confirmação de um movimento que, de certo modo, já era esperado. A primeira vez que o presidente falou abertamente sobre a possibilidade de deixar o acordo foi em 2017.

Joe Goffmann, diretor-executivo Programa de Meio Ambiente e Energia da Harvard Law School, explica que, dadas as posições do governo Trump, a participação ativa dos EUA nos compromissos do acordo já não vinha mais sendo tão considerada. “Com ou sem a papelada que o governo está fazendo para deixar o acordo, eles já haviam na prática aberto mão de qualquer comprometimento”, afirma.

Quais os objetivos do Acordo de Paris? A intenção do acerto era proporcionar que as maiores economias do mundo, como os Estados Unidos, se comprometessem com a redução de gases poluentes e auxiliassem os países menos desenvolvidos a manter o crescimento gradual sem impactos graves à sustentabilidade.

A principal meta do acordo era, com a redução do efeito estufa, limitar a alta das temperaturas globais a 2 graus celsius em comparação com os períodos pré-industriais. Esse é o patamar projetado por especialistas como o ideal para evitar os impactos negativos do aquecimento, como o derretimento de geleiras e a extinção de espécies.

(Com Bloomberg)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).