Por Christopher Walljasper

CHICAGO (Reuters) – A soja, o milho e o trigo negociados em Chicago caíram nesta sexta-feira, com os mercados se consolidando após ganhos anteriores, pressionados pela continuidade da colheita americana e exportações limitadas nos terminais de exportação do Golfo dos Estados Unidos, danificados pelo furacão.

O contrato mais ativo da soja recuou 12 centavos de dólar para 12,84 dólares o bushel, encerrando a semana em queda de 2,50 centavos de dólar, apesar de ganhos no início da semana.

Os futuros do milho fecharam em queda de 2,25 centavos de dólar, em 5,2725 dólares o bushel, embora tenham terminado a semana com alta de 1,93%, sua primeira semana positiva desde 27 de agosto.

Os futuros do trigo encerraram em queda de 4,25 centavos de dólar, em 7,0875 dólares o bushel, embora tenham avançado 20,25 centavos de dólar para a semana, um aumento de 2,9%.

A soja liderou a queda do complexo, já que o clima favorável indica um forte progresso da colheita durante o fim de semana, enquanto as exportações permanecem limitadas por terminais na Costa do Golfo dos EUA que continuam enfrentando dificuldades com cortes de energia e danos causados pelo furacão, enquanto o país entra em sua temporada de exportação mais movimentada.

“O cenário de exportação não está favorável agora, até que as exportações no Golfo aumentem”, disse Mike Zuzolo, presidente da Global Commodity Analytics. “São duas semanas cruciais, porque é a nossa melhor venda.”

(Reportagem de Christopher Walljasper)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).