PARIS (Reuters) – O trigo da Euronext obteve novos ganhos nesta terça-feira, atingindo níveis vistos pela última vez apenas em 2008, já que as primeiras preocupações sobre a colheita do próximo ano na América do Norte mantiveram a atenção na oferta global restrita.

Um euro mais fraco e um ritmo acelerado das exportações europeias também sustentaram a Euronext, com os comerciantes observando se os principais importadores, Egito e Argélia, retornariam em breve com negociações.

O trigo de moagem de dezembro fechou em alta de 2,75 euros, ou 1,0%, a 284,75 euros por tonelada, após subir no fim das negociações para 285,00 euros, o preço máximo do primeiro contrato desde março de 2008.

Os contratos futuros de março, agora a posição mais ativa na Euronext com sede em Paris, subiram para 280,00 euros, também o maior patamar para o preço do segundo contrato desde março de 2008.

Os comerciantes começaram a ver potencial para a Euronext testar o seu pico histórico de 300 euros, estabelecido em setembro de 2007.

Uma forte alta nos futuros de trigo duro nos EUA também ofereceu suporte à Euronext. [GRA/]

Uma classificação mais baixa do que o esperado do trigo de inverno recentemente plantado nos EUA aumentou a preocupação inicial sobre o potencial de colheita de 2022, devido a tensões na oferta de fertilizantes e projeções de seca persistente em alguns cinturões de trigo da América do Norte.

(Reportagem de Gus Trompiz e Sybille de La Hamaide)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).