Por Tom Polansek e Christopher Walljasper

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo de Chicago encerraram em alta nesta quinta-feira, uma vez que os traders avaliaram as perspectivas de colheita reduzidas nos principais países exportadores.

Os futuros de milho e soja variaram pouco depois de máximas de duas semanas.

Os operadores se concentraram nos riscos de oferta global de trigo à medida que a Strategie Grains reduziu drasticamente sua projeção para a produção mundial, em parte devido a uma estimativa reduzida para a União Europeia.

No início desta semana, a Statistics Canada divulgou estimativas menores do que o esperado para a produção de trigo canadense, enquanto a França reduziu sua estimativa de safra de trigo soft.

Na Rússia, analistas disseram que os agricultores devem plantar menos trigo de inverno na colheita do próximo ano.

O trigo encerrou em alta de 1,75 centavo de dólar, a 7,13 dólares o bushel. Anteriormente a commodity avançou para 7,1675 dólares, a máxima desde 8 de setembro.

A soja avançou 1,50 centavo de dólar, em 12,96 dólares o bushel, enquanto o milho recuou 4 centavos de dólar para 5,2950 dólares o bushel. Ambos tocaram anteriormente suas máximas desde 31 de agosto.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).