Por Tom Polansek

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do trigo nos Estados Unidos e na Europa deram saltos nesta quinta-feira, com uma série de licitações de importação e temores por danos causados pela chuva na colheita da Austrália ofuscando as preocupações com a disseminação da nova variante do coronavírus.

Os futuros de soja e milho também avançaram na bolsa de Chicago.

A demanda global por trigo colocou um foco renovado na redução dos estoques de trigo para moagem, com o principal fornecedor, a Rússia, considerando mais restrições às exportações e a oferta alternativa da Austrália que tornou-se incerta diante de chuvas torrenciais.

“O trigo, particularmente em posição com os exportadores globais, é muito escasso”, disse Jim Gerlach, presidente da corretora AC Trading, com sede em Indiana.

O contrato mais ativo do trigo fechou em alta de 24,50 centavos de dólar a 8,15 dólares o bushel.

Em Paris, o trigo na Euronext também subiu.

A soja fechou com avanço 16 centavos de dólar a 12,4425 dólares o bushel, e o milho subiu 5,25 centavos de dólar a 5,7675 dólares o bushel.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).