A Toyota informou nesta sexta-feira (6) que teve lucro líquido de 470,53 bilhões de ienes (US$ 4,55 bilhões) em seu segundo trimestre fiscal (de julho a setembro) em meio a pandemia de coronavírus, 11% menor que o ganho de 530,41 bilhões de ienes registrado no mesmo período em 2019. O resultado, porém, superou a previsão de analistas consultados pela FactSet, de 289,08 bilhões de ienes. Na mesma comparação, a receita da montadora japonesa diminuiu 11%, a 6,774 trilhões de ienes, e o lucro operacional doméstico recuou 58%, a 164,9 bilhões de ienes.

Para o atual ano fiscal, que vai até março de 2021, a Toyota agora prevê lucro operacional de 1,3 trilhão de ienes (US$ 12,6 bilhões), quase o triplo da estimativa anterior, de 500 bilhões de ienes. A montadora também elevou sua projeção para vendas de carros no período, de 9,1 milhões para a cifra recorde de 9,4 milhões de unidades, considerando-se as subsidiárias Daihatsu Motor e Hino Motors. Na bolsa de Tóquio, a ação da Toyota fechou em alta de 0,50% no pregão desta sexta.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).