Por Noel Randewich

(Reuters) – Wall Street terminou em forte alta após uma volátil sessão nesta sexta-feira, com o Nasdaq se recuperando ao fim de uma semana em que o índice chegou a cair mais de 10% desde sua máxima recorde de fevereiro.

Todos os três principais índices se recuperaram das perdas do início do dia.

As ações da Microsoft subiram 2,15%, impulsionando o S&P 500 mais do que qualquer outra ação. Ganhos em Alphabet, Apple e Oracle também deram suporte ao índice.

Os rendimentos dos Treasuries de dez anos bateram 1,625% na sessão, máxima em um ano, após dados fortes sobre geração de empregos nos EUA em fevereiro. Houve abertura líquida de 379 mil vagas, acima dos 182 mil esperados por economistas consultados pela Reuters.

O foco também se volta em um projeto de lei de 1,9 trilhão de dólares para enfrentamento dos efeitos do coronavírus. Um dividido Senado norte-americano iniciou o que se espera ser um longo debate sobre uma série de emendas acerca de como esse dinheiro seria gasto.

O Nasdaq registrou seu terceiro declínio semanal consecutivo, depois de uma recente alta nos rendimentos dos Treasuries afetar a demanda por ações de tecnologia –que sofrem mais em ambiente de juros em alta por verem maior desconto em seus lucros futuros.

O Nasdaq está cerca de 8% abaixo de seu recorde de fechamento de 12 de fevereiro.

Jake Dollarhide, CEO da Longbow Asset Management, em Tulsa, Oklahoma, disse que sua empresa nos últimos dias comprou ações de crescimento, cujos preços foram atingidos pela recente venda.

“Na próxima semana, prevejo que a volatilidade continuará, com algumas oportunidades, com certas ações que foram vendidas potencialmente se recuperando”, disse.

O índice Dow Jones subiu 1,85%, a 31.496 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 1,949598%, a 3.842 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,55%, a 12.920 pontos.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).