O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta sexta-feira (22) que as cidades do Estado vão regredir para as fases laranja e vermelha do plano de combate ao coronavírus a partir de segunda-feira, dia 25.

Segundo Doria, a nova classificação permanecerá em vigor até o dia 7 de fevereiro. O governador informou ainda que todo o Estado ficará na fase vermelha após as 20h nos dias úteis e durante as 24h nos fins de semana e feriados. Isso significa que apenas serviços essenciais poderão funcionar durante o período de restrição. Veja o que abre e o que fecha nesta reportagem.

O governador criticou ainda os protestos realizados por donos de restaurantes contra a volta para a fase vermelha – nessa fase, bares e restaurantes estão entre as categorias que só podem funcionar para entrega e delivery, sem atendimento de clientes.

“Me desculpem, inclusive muitos amigos que admiro e respeito. Não protestem pela morte, não contestem a vida. Estejam ao lado da medicina”, afirmou.

Ao anunciar a volta para a fase vermelha, Doria disse que é preciso adotar medidas para conter o avanço do coronavírus.

“Uma segunda onda de coronavírus assustou o mundo. É extremamente preocupante o crescimento ocupação de leitos de UTI. Até que tenhamos a maioria dos brasileiros vacinados, a interrupção desse ciclo precisa de medidas para conter  propagação do coronavírus”, afirmou.

“Precisamos garantir que as pessoas estejam vivas para poder ir ao shopping, ao restaurante entre tantas outras áreas de atuação”.

Todas as cidades voltam para a fase vermelha? Não. O que determina isso é a taxa de ocupação dos leitos de UTI — regiões que tiverem mais de 75% de ocupação regridem para a fase vermelha. As cidades das regiões de Araraquara, Baixada Santista, Campinas, São João da Boa Vista e a Grande São Paulo, que estavam na fase amarela do plano de restrições, foram para a fase laranja, em que os horários e atividades são mais restritivos.

Já os municípios das regiões de Barretos, Bauru, Franca, Presidente Prudente, Sorocaba e Taubaté foram para a fase vermelha, em que apenas o comércio essencial pode funcionar sem restrições. As demais regiões se mantém na fase laranja.

Como ficam as escolas? O início das aulas na rede estadual de ensino foi adiada em uma semana, passando de 1/2 para 8/2. Pelas novas regras, apenas 35% dos alunos poderão acompanhar as aulas presencialmente. Estudantes que preferirem poderão acompanhar as aulas exclusivamente online, sem a necessidade de ir à escola. A rede pública segue autorizada a manter suas datas de reinicio das aulas, desde que respeitados os limites de ocupação das salas.

(Com Estadão Conteúdo)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).