CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de soja em Chicago estenderam perdas nesta sexta-feira com as previsões de chuvas para ajudar as lavouras em áreas secas da América do Sul, disseram traders.

Na bolsa de Chicago, a soja mais ativa para março fechou em queda de 7,50 centavos de dólar a 13,6975 dólares por bushel, após tocar a mínima desde 4 de janeiro.

O milho para março fechou em alta de 8,75 centavos de dólar, a 5,9625 dólares por bushel. Foi uma reviravolta depois que o contrato atingiu mais cedo a mínima de quinta-feira de 5,8525 dólares, seu menor preço desde 3 de janeiro.

O trigo recuou 5,25 centavos de dólar, para 7,4175 dólares, após atingir uma mínima de uma semana.

Traders liquidaram algumas posições compradas antes de um feriado de três dias nos EUA, disseram corretores.

Chuvas benéficas devem atingir a Argentina neste fim de semana, disseram traders, depois que as condições quentes e secas pressionaram as colheitas.

A bolsa de Chicago estará fechada na segunda-feira para o Dia de Martin Luther King Jr.

(Reportagem de Tom Polansek)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).