Por Maria Carolina Marcello e Ricardo Brito

BRASÍIA (Reuters) – O Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em primeiro turno de votação, o texto-base da chamada PEC Emergencial, que além de estabelecer condições para a concessão do auxílio emergencial, traz gatilhos fiscais a serem acionados quando a despesa obrigatória ultrapassar 95% da despesa primária total.

O parecer à Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do senador Marcio Bittar (MDB-AC), trazia uma versão desidratada do relatório apresentado na última semana.

O texto foi aprovado com 62 votos a favor e 16 contra. Por se tratar de uma PEC, eram necessários pelo menos 49 votos para sua aprovação.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).