WASHINGTON (Reuters) – A representante comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai, disse nesta quarta-feira que sua agência ajudará a criar “uma frente unida dos aliados dos EUA” em questões comerciais e vai usar a política comercial para impulsionar novas tecnologias de energia limpa e comunidades não-brancas.

Em depoimento preparado para audiência de um subcomitê do Senado, Tai disse que deixou claro aos colegas estrangeiros “que os Estados Unidos reconstruirão nossas alianças e parcerias internacionais enquanto reengajam instituições globais”.

Tai ainda disse que uma suspensão de quatro meses das tarifas com o Reino Unido e a União Européia, relacionadas a uma longa disputa sobre subsídios a aeronaves, foi um “passo ousado” para resolver essas questões.

Tai esteve pessoalmente envolvida na solução de uma disputa tecnológica entre dois fabricantes de baterias para veículos elétricos sul-coreanos, a LG Energy Solution e a SK Innovation Co, que haviam ameaçado os planos de veículos elétricos da Ford Motor Co e da Volkswagen AG, entre outros.

“O acordo é o tipo de política comercial que acredito que precisamos: ele apoia uma estratégia mais ampla para a criação de empregos e investimento em inovação e liderança na manufatura, impulsionando cadeias de fornecimento de energia renovável sustentável, nivelando o campo de atuação e desencorajando a arbitragem regulatória”, disse ela em seu depoimento.

(Por David Lawder)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).