WASHINGTON (Reuters) – A representante comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai, disse nesta quinta-feira que as exclusões expiradas da “Seção 301” das tarifas sobre produtos chineses serão tratadas como parte da revisão da política comercial do governo Biden, em que “o tempo é essencial”.

Tai disse em depoimento ao comitê tributário (Ways and Means, em inglês) da Câmara dos Deputados dos EUA que o governo Biden “não hesitará em denunciar práticas comerciais injustas da China que prejudiquem trabalhadores norte-americanos, minem o sistema multilateral ou violem direitos humanos básicos”.

“Aceitamos a competição justa. Mas se a China não pode ou não vai se adaptar a regras e normas internacionais, devemos nivelar as condições de jogo”, acrescentou.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).