SÃO PAULO (Reuters) – A produção total de milho 2020/21 do Brasil deve alcançar 89,5 milhões de toneladas, estimou nesta sexta-feira o Rabobank, com um corte de 15,5 milhões de toneladas ante a projeção de abril, em meio à quebra na segunda safra do cereal.

“O atraso do plantio (da segunda safra) associado a chuvas abaixo das médias históricas desde fevereiro fizeram com que o Rabobank reduzisse a perspectiva da safra brasileira de milho”, afirmou o banco à Reuters em nota.

Na contramão, a instituição financeira fez um novo ajuste positivo em sua projeção para a produção de soja do país, e passou a estimar 137 milhões de toneladas.

Em abril, a previsão era de 136 milhões de toneladas para o maior produtor e exportador global da oleaginosa.

“Apesar do atraso da semeadura e do clima irregular, o Rabobank estima que a safra 2020/21 de soja tenha alcançado um recorde de 137 milhões de toneladas.”

(Por Nayara Figueiredo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).