As vendas no varejo no mês de abril aumentaram 18,8%, descontada a inflação, em comparação com o mesmo mês de 2020. Os dados são do ICVA (Índice Cielo do Varejo Ampliado), divulgado hoje. Apesar da alta, o desempenho do varejo ainda está abaixo do nível pré-pandemia.

“A alta nas vendas em abril deste ano está diretamente relacionada à base de comparação com abril do ano passado. Naquele mês o ICVA registrou a sua mínima histórica, fortemente impactado pelo início da pandemia da Covid-19 no Brasil”, diz Pedro Lippi, Head de Inteligência da Cielo. “Apesar da alta no índice representar uma forte recuperação do Varejo, ainda estamos abaixo do patamar pré-pandemia”.

De acordo com a Cielo, que captura transações com maquininhas no varejo, todos os setores analisados apresentaram aceleração nas vendas em relação a março.  Os destaques são os segmentos de transporte e turismo e vestuário.

Desempenho por setor

No macrossetor de bens não duráveis, os segmentos que mais se destacaram foram: postos de combustíveis e livrarias, papelarias e afins.

No macrossetor de serviços, os destaques foram turismo e transporte e bares e restaurantes.

Já no macrossetor de bens duráveis e semiduráveis, vestuário e ótica e joalherias estão entre os mais destacados.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).