Puxado pelo Atacadão, o Carrefour Brasil registrou no terceiro trimestre do ano vendas brutas de R$ 19, 3 bilhões, um aumento de 29,9% em relação a igual período do ano passado.

Desse total de faturamento bruto, R$ 13,5 bilhões vieram do Atacadão, um crescimento de 31,3% frente ao terceiro trimestre de 2019. Considerando apenas as mesmas lojas existentes naquele trimestre, o aumento foi de 25,8%.

As venda do Atacadão foram impulsionadas pela retomada do B2B e manutenção do B2C (pessoa física).

“As vendas B2B retomaram o crescimento com a redução das restrições de circulação no Brasil e a reabertura de bares e restaurantes. Ao mesmo tempo, as vendas de clientes B2C mantiveram seu forte momento devido à competitividade de preços do Atacadão e à tendência contínua de alimentação em casa, uma vez que os escritórios e escolas não foram totalmente reabertos”, escreveu o Carrefour.

No Carrefour Varejo, a receita bruta totalizou R$ 5,2 bilhões, aumento de 26,4%, impulsionado pelo forte crescimento tanto nas vendas do grupo alimentar (15,4%) quanto nas dos não-alimentar (43,6%).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).