Pelo terceiro mês consecutivo, as vendas do varejo tiveram uma recuperação em julho relação a junho. Na comparação com julho de 2019, entretanto, ainda há uma queda de 19,9%, segundo o ICVA (Índice Cielo do Varejo Ampliado), divulgado hoje.

Como foi a queda nos outros meses? Veja percentuais em relação a igual mês de 2019:

  • Abril: -36,5%
  • Maio: -30,5%
  • Junho: -24,1%
  • Julho: -19,9%

O que influenciou o resultado de julho? As vendas de julho foram puxadas pelo setor de transporte e vestuário. Por outro lado, o setor de móveis e eletrodomésticos apresentou leve desaceleração, depois de dois meses em recuperação.

“Notamos, como destaque, alguma recuperação em setores de serviços, como Alimentação em Bares e Restaurante e Turismo e Transportes, ainda que continuem apresentando uma queda bem maior que a média dos demais setores, já que foram mais afetados pelo isolamento social”, afirma o superintendente-executivo de Inteligência da Cielo, Gabriel Mariotto.

Por setor, como foi o desempenho? O bloco que apresentou a maior aceleração do índice foi o de Serviços, com destaque para turismo e transporte. Depois vem o de Bens Duráveis e Semiduráveis, com aceleração dos setores de Vestuário e Materiais para Construção.

“Mesmo sendo difícil prever a evolução da pandemia, os números sugerem que, em termos de impacto no comércio, o pior da crise já passou”, diz Mariotto.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).