O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que está pronto para trabalhar com qualquer líder dos EUA, mas ainda não está pronto para reconhecer a vitória eleitoral de Joe Biden.

“Trabalharemos com qualquer pessoa que tenha a confiança do povo americano”, disse Putin na TV estatal russa neste domingo (22). “Mas essa confiança só pode ser dada a um candidato cuja vitória tenha sido reconhecida pela parte contrária, ou depois que os resultados forem confirmados de forma legítima e legal.”

Os comentários são alguns os mais diretos feitos por Putin desde a realização da eleição nos EUA, diante de um de um número cada vez menor de líderes que não reconheceram Biden como o próximo chefe de estado dos EUA. A Rússia, acusada por agências de inteligência dos EUA de intervir em 2016 para ajudar a eleger Trump, teme Biden em razão de um possível aumento na pressão sobre o país em assuntos como sanções econômicas e questões sobre direitos humanos.

Putin descreveu a decisão do Kremlin de não parabenizar Biden como “uma formalidade” sem segundas intenções. Quando questionado se a mudança poderia prejudicar as relações EUA-Rússia, ele disse: “Não há nada a prejudicar, eles já estão arruinadas”.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).