Por Hallie Gu e Shivani Singh

PEQUIM (Reuters) – A produção de milho de 2021/22 da China deverá aumentar 4,3%, com impulso de um aumento da área plantada e das produtividades, disse o Ministério da Agricultura chinês nesta quarta-feira.

A previsão é que a China produza 271,81 milhões de toneladas de milho no ano de 2021/22, ante 260,67 milhões de toneladas no ciclo anterior, disse a pasta.

A área de plantio de milho deste ano deverá aumentar 3,4% para 42,67 milhões de hectares, com os agricultores dispostos a expandir a área de plantio em busca de maiores ganhos.

As estimativas aparecem no momento em que os preços do milho na China atingem níveis recordes devido à oferta restrita, depois que o país vendeu suas enormes reservas estatais, enquanto tufões prejudicaram a colheita no ano passado.

Na semana passada, um órgão de análises oficial divulgou suas estimativas sobre a produção e a área plantada para a safra 2021/22.

Analistas, no entanto, disseram que as previsões oficiais sobre o aumento da produção e da área plantada de milho podem ser um pouco conservadoras.

“No que me diz respeito, as vendas de sementes de milho no nordeste (da China) estão muito altas este ano. Parece que o aumento da área plantada com milho vai exceder em muito a expectativa (oficial)”, disse um analista, que não quis ser identificado devido à sensibilidade do assunto.

Os agricultores da região nordeste, importante área produtora do país, estão mais inclinados a mudar do cultivo de soja e beterraba para o milho, de acordo com o relatório.

A expectativa é de que a produtividade do milho no ano de 2021/22 aumente 0,8% em relação ao ano anterior, devido às condições favoráveis ​​do solo durante o plantio da primavera e às variedades melhoradas, disse o relatório.

As importações chinesas de milho em 2021/22 foram estimadas em 20 milhões de toneladas, de 22 milhões de toneladas anteriormente, de acordo com o relatório.

As importações de grãos pela China em 2020 atingiram um recorde em meio aos altos preços do milho doméstico.

Enquanto isso, a área plantada com soja deve cair 5,4% em relação ao ano anterior, para 9,35 milhões de hectares, conforme alguns agricultores nas principais áreas de produção mudam para o milho.

(Por Hallie Gu e Shivani Singh)

((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))REUTERS RS LC

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).