XANGAI (Reuters) – O presidente do banco central da China afirmou que a inflação está “basicamente sob controle”, e que a política monetária será mantida estável, em comentários um dia depois de preocupações com pressões inflacionárias terem sido alimentadas por dados mostrando a maior alta nos preços aos produtores em 12 anos.

“Precisamos perseguir a estabilidade da política monetária como uma prioridade, e manter a implementação da política monetária normal”, disse Yi Gang em um fórum financeiro em Xangai nesta quinta-feira, prevendo a inflação este ano abaixo de 2%.

“Manter os juros em um nível apropriado é favorável a um desenvolvimento constante e saudável dos mercados”, disse o presidente do Banco do Povo da China.

Yi afirmou que a taxa de juros da China, embora mais alta do que a de grandes economias, ainda é relativamente baixa entre economias emergentes e em desenvolvimento.

Ele ainda reiterou que o banco central vai manter a taxa de câmbio do iuan basicamente estável, ao mesmo tempo em que prometeu melhorar mais o mecanismo cambial da China.

A China adotou uma série de medidas recentemente para conter o rápido aumento do iuan, que chegou a uma máxima de três anos contra o dólar devido à forte recuperação econômica da China e rendimentos atrativos.

(Reportagem de Andrew Galbraith, Kevin Yao e Samuel Shen)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).