Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo dispararam nesta segunda-feira, com ganhos em meio a uma pausa nas negociações para encerrar as sanções norte-americanas sobre a commodity do Irã e com o dólar recuando de máxima de dois meses.

O petróleo Brent para agosto ganhou 1,39 dólar, ou 1,9% para fechar em 74,90 dólares o barril. O petróleo dos EUA (WTI) para julho ganhou 2,02 dólares, ou 2,8%, para fechar em 73,66 dólar.

Ambas as marcas de referência avançaram nas últimas quatro semanas com otimismo pelo ritmo da vacinação contra Covid-19 ao redor do mundo e expectativa de volta de viagens no verão do Hemisfério Norte. A recuperação impulsionou prêmios para o petróleo na Ásia e na Europa, com máximas de vários meses.

O Bank of America afirmou que o petróleo Brent provavelmente estaria na média de 68 dólares o barril este ano, mas poderia atingir 100 dólares ano que vem, com o retorno de uma demanda reprimida e mais uso de carros particulares.

O petróleo também foi impulsionado pelo dólar dos EUA mais desvalorizado, que pode enviar investidores de especulação a ativos precificados em dólar, como commodities.

As negociações para retornar com o acordo nuclear com o Irã deram uma pausa no domingo, após o juiz de linha dura Ebrahim Raisi ganhar as eleições presidenciais.

Um acordo poderia levar o Irã a exportar um excendente de 1 milhão de barris por dia, ou 1% da oferta mundial, para mais de seis meses das suas capacidades de estoque.

(Por Noah Browning e Florence Tan)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).