Uma simples ida ao supermercado vai provar o quanto a comida encareceu nas últimas semanas. Produtos como arroz, feijão, carne e leite tiveram altas de até 30%, e tornaram ainda mais difícil a tarefa de colocar o básico na mesa. Como explica o economista André Braz, coordenador do IPC (Índice de Preços ao Consumidor), da FGV, os grandes vilões dessa inflação dos alimentos são a alta do dólar e das exportações.

Com o crescimento das vendas de produtos ao exterior, sobra menos para o mercado doméstico, o que causa uma subida nos preços. Já o câmbio influencia as cotações de alimentos que são produzidos no Brasil, mas que são negociados no exterior, como a soja e a carne.

Ouça a entrevista completa com o economista:

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu WhatsApp? É só entrar no grupo pelo link: https://6minutos.uol.com.br/whatsapp.