Não houve surpresas. A economia brasileira cresceu 1,1% em 2019, em linha com a expectativa do mercado. A alta foi impulsionada pelo aumento no consumo das famílias e pela oferta de serviços, segundo dados do PIB (Produto Interno Bruto) divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)  nesta quarta-feira (4).  Em termos nominais, o PIB brasileiro fechou 2019 em R$ 7,3 trilhões.

Veja como evoluiu o PIB brasileiro em 2019, por categoria:

  • Indústria: +0,5%
  • Serviço: +1,3%
  • Consumo das famílias: +1,8%
  • Investimento: +2,2%
  • Agronegócio: +1,3%

“São três anos de resultados positivos, mas o PIB ainda não anulou a queda de 2015 e 2016 e está no mesmo patamar do terceiro trimestre de 2013”, analisa Rebeca Palis, coordenadora das Contas Nacionais do IBGE. “A maior contribuição para o avanço do PIB vem do consumo das famílias, que cresceu 1,8%. Pelo lado da oferta, o destaque foi o setor de serviços, que representa dois terços da economia”.

Veja a variação no crescimento do PIB na última década:

 

O PIB do quatro trimestre: Entre outubro e dezembro,  o PIB cresceu 0,5%, confirmando uma leve desaceleração da economia em relação ao registrado no trimestre anterior. “A desaceleração não sinaliza que a economia tenha regredido e nem que está indo para o buraco”, diz Sergio Vale, economista-chefe da MB Associados.

E o que esperar para 2020? Em sua última edição, o Boletim Focus, pesquisa semanal com as principais instituições financeiras do país, traz estimativa de expansão do PIB de 2,17%.

Para Sergio Vale, da MB Associados, os principais vetores desse resultado serão:

  • Continuidade do aquecimento do o setor imobiliário e construção civil.
  • Continuidade da melhoria do mercado de trabalho, com implicações no mercado de crédito, consumo e serviços.
  • Bom desempenho da indústria extrativa, com bons níveis de produção de gás e petróleo e a Vale recuperando seus níveis de atividade após o acidente de Brumadinho em 2019.
  • Desafios na agenda de reformas causados por tensões entre poder executivo e legislativo na esfera federal.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).