Por Manas Mishra e Michael Erman

BANGALORE, Índia (Reuters) – A Pfizer disse nesta terça-feira que espera ter cerca de 15 bilhões de dólares em vendas este ano da vacina contra Covid-19 que desenvolveu com a parceira alemã BioNTech.

A farmacêutica está tentando entregar dois bilhões de doses da vacina em 2021 em um ritmo acelerado, enquanto os países correm para assinar acordos de fornecimento.

A Pfizer forneceu 65 milhões de doses da vacina globalmente e 29 milhões de doses para os Estados Unidos até 31 de janeiro. A companhia prevê fornecer 200 milhões de doses ao governo dos EUA até o final de maio.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) disse que distribuiu pouco menos de 50 milhões de doses no total até o primeiro dia de fevereiro, incluindo vacinas da Pfizer e da Moderna.

Cerca de 32 milhões de doses foram administradas e 17 milhões delas foram da vacina da Pfizer, de acordo com dados do CDC.

A vacina foi uma das primeiras a ser autorizada para uso emergencial nos Estados Unidos e em vários outros países, e analistas prevêem bilhões de dólares em vendas. No quarto trimestre, a vacina rendeu 154 milhões de dólares para a farmacêutica.

A empresa agora espera lucro ajustado para o ano inteiro entre 3,10 a 3,20 dólares por ação, acima de sua previsão anterior de 3 a 3,10 dólares por ação.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447753)) REUTERS AAJ

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).