A pandemia de coronavírus vem alterando os hábitos de consumo dos brasileiros. Forçados a ficar em casa, eles passaram a pedir mais comida por apps de entrega. Por outro lado, caiu brutalmente a utilização de apps de transporte como Uber e 99. Esse comportamento faz parte de um levantamento feito pelo Guiabolso ao 6 Minutos.

Como está a utilização de apps de entrega de comida? O percentual de pessoas que utilizava esse tipo de serviço passou de 10,52% na primeira semana de março para 15,93% na semana de 23 de março, quando a maioria das cidades adotou medidas de isolamento social. Esse percentual se estabilizou neste patamar de 15%.

E os gastos com app de comida? O comportamento dos gastos traz um dado interessante: era de R$ 93 na primeira semana de março e caiu para R$ 65 na semana seguinte, iniciada em 9 de março. “Isso aconteceu porque as pessoas ampliaram os gastos no supermercado, fizeram estoque e acabaram reduzindo as despesas com app de comida”, diz Yolanda Fordelone, economista do Guiabolso.

Mas esse valor passou a subir e atingiu R$ 99 na semana de 4 a 5 de maio.

E como ficou a utilização dos apps de transporte? O percentual de usuários com esse tipo de despesa semanal despencou de 23% para 5,7% na semana de 23 de março. Essa taxa vem subindo e atingiu 9,06% na semana encerrada em 10 de maio. “O curioso é verificar que esse percentual vem crescendo, em paralelo à menor adesão ao isolamento social”, diz Yolanda.

E os gastos? As despesas semanais despencaram de R$ 63,40 no período pré-pandemia para R$ 39,61 na semana encerrada em 10 de maio.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).