BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou nesta quinta-feira que o Congresso vai tentar encontrar uma solução para a questão dos precatórios na próxima semana, mas que isso deverá ser feito dentro do teto de gastos.

De acordo com o senador, a solução terá que vir com três pontos centrais: o pagamento dos precatórios, que é uma dívida vencida da União, a abertura de espaço fiscal para melhoria dos programas sociais, e dentro do espaço permitido pelo teto de gastos.

O governo já enviou uma Proposta de Emenda à Constituição ao Congresso prevendo o adiamento e o escalonamento de parte do pagamento das dívidas pelo governo, que tem previsão de praticamente dobrar de tamanho para 2022, mas a proposta encontra resistências no Senado.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).