(Reuters) – O McDonald’s Corp, a maior rede de hambúrgueres do mundo, disse nesta sexta-feira que uma violação de dados na Coreia do Sul e em Taiwan expôs algumas informações de clientes e funcionários, se tornando a mais recente empresa global a ser alvo de cibercriminosos.

Os detalhes da violação nas duas regiões são resultado de uma investigação por consultores externos após uma atividade não autorizada na rede da empresa.

“Embora tenhamos conseguido fechar o acesso rapidamente após a identificação, nossa investigação determinou que um pequeno número de arquivos foi acessado, alguns dos quais continham dados pessoais”, disse o McDonald’s em comunicado.

A empresa disse que tomará medidas para notificar os reguladores e os clientes listados nos arquivos, que não continham informações de pagamento dos clientes.

Violações recentes por cibercriminosos em hospitais e empresas mundiais, incluindo a processadora de carnes JBS e a Colonial Pipeline Oil interromperam as operações por horas, levando a preocupações de escassez de suprimentos.

Algumas empresas tiveram que pagar um resgate para obter o controle de suas operações e reiniciar sua produção.

O McDonald’s disse que usaria as descobertas da investigação para identificar maneiras de melhorar suas medidas de segurança.

(Por Nivedita Balu e Praveen Paramasivam em Bengaluru)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).