SÃO PAULO (Reuters) – O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) elevou sua projeção para o nível dos reservatórios das hidrelétricas do Sudeste/Centro-Oeste em janeiro, ao mesmo tempo em que passou a enxergar uma queda da carga de energia elétrica no país.

Em boletim divulgado nesta sexta-feira, o órgão estimou que o subsistema Sudeste/Centro-Oeste, onde estão os principais reservatórios de usinas hidrelétricas do país, terminará o mês de janeiro com 41,4% da capacidade, ante 40% previstos na semana anterior.

As hidrelétricas da região deverão receber chuvas equivalentes a 106% da média histórica em janeiro, ante 105% da previsão anterior, segundo o ONS.

A recuperação dos lagos das usinas ocorre ao mesmo tempo em que a carga de energia mostra desempenho fraco, devendo cair 1,6% em janeiro, pela previsão do ONS. Na semana passada, a previsão era de uma alta de 0,6% para o indicador no mês.

O operador também revisou para baixo suas estimativas para chuvas no Sul (27% da média histórica, ante 29%) e Nordeste (155%, ante 159%) em janeiro. Já para o Norte, a projeção de chuvas subiu para 210% da média histórica, ante 205% anteriores.

(Por Letícia Fucuchima)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).