Em ano de pandemia, os brasileiros nunca comeram tanto dentro de casa. Pressionada pela inflação dos alimentos, o custo da refeição em domicílio acumula uma alta de 18,71% no ano, segundo dados do IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15), divulgado hoje pelo IBGE. Só em dezembro o aumento foi de 2,57%.

Já a alimentação fora de casa, aquela que é feita em bares, restaurantes e padarias, teve uma inflação muito menor: 4,91% no acumulado do ano. Em dezembro, comer fora de casa ficou 0,58% mais caro.

As maiores altas se concentraram justamente nos itens mais usados para preparar a alimentação do dia a dia.

Veja abaixo maiores altas acumuladas no ano:

  • Óleo de soja: 102,87%
  • Arroz: 72,49%
  • Batata inglesa: 70,29%
  • Feijão preto: 44,04%
  • Carnes: 22,9%

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).