Vilões da inflação de 2020, o óleo de soja e o arroz perderam esse título para outros produtos em 2021. Em agosto, o arroz ficou 2,09% mais barato, enquanto o óleo de soja teve uma deflação de 0,39%, segundo dados do IPCA divulgados hoje pelo IBGE.

No acumulado do ano, os dois itens também registram deflação: arroz (-10,11%) e óleo de soja (-2,38%).

Mas o que está pressionando a inflação? Em agosto, o IPCA subiu 0,87%, pressionado, principalmente, pelos aumentos de preços dos combustíveis, alimentos e energia elétrica.

No acumulado do ano, o IPCA acumula uma alta de 5,67% e de 9,68% nos últimos 12 meses.

Quais são os novos vilões da inflação? Os combustíveis seguem pressionando fortemente a inflação. No ano, a gasolina acumula alta de 31,09% e o etanol, de 40,75%.

No grupo alimentos, apesar de a batata inglesa ter subido 19,91% em agosto, ela acumula uma deflação de 27,94% no ano.

No ano, as maiores altas do grupo alimentos vieram café moído (17,72%), filé mignon (17,72%), frango em pedaços (17,09%).

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).