O primeiro emprego é sempre o mais difícil de conseguir. Afinal, como comprovar experiência se o candidato nunca trabalhou antes? A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, divulgada hoje pelo IBGE, mostra em números como as pessoas mais jovens são as que mais sofrem com o desemprego.

No primeiro trimestre deste ano, a taxa de desemprego entre jovens de 18 a 24 anos subiu para 31% – era 29,8% no trimestre que encerrou 2020.

Entre os que têm entre 14 e 17 anos, o desemprego é maior ainda: 46,3%. No último trimestre de 2020, a taxa dessa parte a população era de 42,7%.

Pela lei, os jovens brasileiros podem trabalhar com carteira assinada a partir dos 16 anos. Antes disso, apenas como aprendizes a partir dos 14 anos.

Escolaridade

Coincidência ou não, a taxa de desemprego também é maior entre as pessoas com ensino médio incompleto: 24,4%. Estão nessa faixa justamente os mais jovens.

O desemprego é menor entre os que têm ensino superior completo: 8,3%.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).