A Ablos (Associação Brasileira dos Lojistas Satélites) divulgou nota contestando o resultado da pesquisa da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings) sobre vendas de Natal. O presidente da Ablos, Tito Bessa Junior, dono da rede de moda TNG, chamou o levantamento de fake news. “A pesquisa da Alshop é falsa, é fake news. Ela está gerando desconforto e revolta entre os lojistas”, afirmou o empresário ao Estadão.

Quais são os dados que a Ablos contesta? A Alshop informou que o faturamento do setor durante as festas natalina aumentou 9,5% em relação à mesma data comemorativa do ano anterior. No ano, segundo a Alshop, as vendas dos shopping centers do país somaram R$ 168,2 bilhões em 2019, com crescimento nominal de 7,5%.

“Gostaríamos de estar comemorando tal feito, mas infelizmente não aconteceu, tratam-se de informações meramente especulativas, sem nenhum critério técnico”, declara Tito Bessa Junior.

E o que a Ablos diz que aconteceu de fato? Sondagem da entidade aponta que 70% dos lojistas disseram que as vendas natalinas de 2019 foram iguais ou piores que as de 2018. Só 30% disseram que foram melhores.

Quem a Ablos representa? Ela representa lojas de menor tamanho dentro dos shopping centers. Entre seus associados estão as marcas TNG, Barred’s, Mr. Officer, Doctor Feet, Casa do Pão de Queijo, Side Walk. A Ablos diz que suas lojas representam 60% das vendas dos shoppings.

Como a Alshop respondeu às críticas? A Ashop informou que o crescimento de 9,5% é nominal, sem descontar a inflação, e que sua pesquisa é feita por amostragem. O crescimento real foi de 3,6%.

(Com Estadão Conteúdo)

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).