Os aposentados e pensionistas que não quiserem mais receber ligações com ofertas de crédito consignado podem se cadastrar no serviço “Não me Perturbe” dos bancos, que passa a funcionar a partir desta quinta-feira (2). Ao todo, 23 instituições financeiras aderiram ao programa.

Como vai funcionar? Nos mesmos moldes do “Não me Perturbe” para as operadoras de telefonia, em vigor desde agosto de 2019. Quem quiser se cadastrar para bloquear as ligações telefônicas de bancos oferecendo crédito consignado deve entrar no site Não Me Perturbe e selecionar a opção “solicitar bloqueio”.  Será necessário informar os telefones fixos ou móveis vinculados ao número do CPF.

Os bancos têm 30 dias para receber a notificação e interromper as ofertas via chamada telefônica. Por ora, a solução só está disponível para os produtos de crédito consignado, via empréstimo direto ou cartão. As instituições financeiras ainda estão autorizadas a promover cartões de crédito por telemarketing.

Quem faz parte do programa? Entre os 23 bancos que aderiram ao “Não me Perturbe” estão Banco do Brasil, Santander, Bradesco, Inter e Itaú. O “Não me Perturbe” é promovido pela Secretaria Nacional do Consumidor, que firmou parceria com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC).

O que mais está sendo feito para ajustar a relação cliente-banco? Além do “Não Perturbe”, outras medidas de autorregulação do crédito consignado incluem a criação de uma base de dados para o monitoramento de reclamações causadas pela oferta inadequada de empréstimos, que contabilizará as queixas feitas nos canais internos dos bancos, no Banco Central ou através da plataforma consumidor.gov.

(Com Agência Brasil)

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).