Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) – Os contratos futuros do minério de ferro na Ásia saltaram para máximas históricas nesta sexta-feira, estendendo um rali à medida que a forte demanda chinesa pela matéria-prima e as preocupações com a oferta empurram os preços no “spot” para o nível mais alto de todos os tempos, acima de 200 dólares a tonelada.

Já o contrato do minério de ferro mais líquido na Bolsa de Commodities de Dalian subiu 6,4% para 1.226,50 iuanes (189,78 dólares), após atingir uma máxima de 1.231 iuanes.

O minério de ferro na bolsa de Cingapura avançou 3,9%, para 203 dólares a tonelada.

Os preços à vista do minério de ferro importado nos mercados portuários da China dispararam após o feriado de cinco dias do Dia do Trabalho no país.

A commodity atingiu 208,50 dólares por toneladas, com alta de 10 dólares nesta sexta-feira, de acordo com a consultoria SteelHome.

O minério de ferro de Dalian subiu cerca de 9% esta semana, apesar do feriado, a caminho de marcar sua melhor semana desde meados de dezembro.

A demanda tornou-se mais forte, principalmente por materiais de alta qualidade e menos poluentes, o que tende a beneficiar o produto da mineradora Vale, que tem maior teor de ferro.

“Os recentes cortes na produção em Tangshan aumentaram a demanda por minério de alta qualidade e levaram as usinas a construir estoques de minério de ferro, já que suas margens estão aumentando com a oferta de aço sendo restrita”, disse o principal analista do CRU Group, Erik Hedborg, em Londres.

Hedborg estava se referindo à principal cidade siderúrgica da China, onde padrões antipoluição mais rígidos foram implementados.

As preocupações com a oferta também impulsionaram os preços do minério de ferro em meio a sinais de deterioração das relações entre China, maior produtora de aço, e a Austrália, maior fornecedora de minério de ferro.

Os preços do aço na Bolsa de Futuros de Xangai atingiram novos recordes, com o vergalhão de aço para construção subindo 1,1% e a bobina a quente avançando 1,4%.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).