O Brasil de 2021 deve ter dólar cotado a R$ 5,00 e crescimento de 3,46% do PIB. Essas são algumas das previsões do mercado para o próximo ano, segundo o Boletim Focus — pesquisa semanal do Banco Central com os principais agentes financeiros do país.

A seguir, o 6 Minutos destaca as principais projeções para o 2021:

Inflação: O mercado prevê que os preços estarão sob controle em 2021. O IPCA deve fechar o ano em 3,37%, próximo ao centro da meta estabelecido pelo Banco Central. Já o IGP-M, que disparou este ano e já supera os 20%, deve voltar a patamares mais baixos e terminar 2021 a 4,70%. O IGP-M é importante pois é usado para a correção de contratos de aluguel, entre outros.

Dólar: Após flertar com os R$ 6,00 durante a pandemia, a moeda norte-americana deve ser negociada próxima de R$ 5,00 ao final do ano que vem.

PIB: A expectativa é que a economia brasileira cresça 3,46% em 2021. Ou seja, as perdas deste ano, projetadas em -4,4%, só serão totalmente compensadas em 2022.

Juros: O mercado manteve as projeções de juros para 2021 (3% ao ano), 2022 (4,5%) e 2023 (6%).

 

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).