O mercado voltou a melhorar sua projeção para o desempenho da economia brasileira em 2020, em um sinal de que a recuperação da indústria, comércio e serviços tem sido mais rápida do que o previsto no início da pandemia.

Segundo o Boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central com os principais agentes financeiros do país, a expectativa é que o PIB brasileiro encolha 4,66% neste ano. Na semana passada, a previsão era de queda de 4,80%. Há quatro semanas, esperava-se retração de 5%.

Junto com a retomada econômica, avançou a expectativa de inflação para o ano. Pela 14ª semana consecutiva, o Focus elevou a previsão para o IPCA, que passou de 3,2% na semana passada para 3,25% nesta semana. No caso do IGP-M, o movimento de alta é ainda mais intenso, e a inflação pelo índice teve sua previsão elevada pela 18ª semana seguida, passando de 20,47% para 21,21%.

Apesar da inflação mais alta, o mercado aposta na manutenção dos juros em 2% ao ano.

A previsão para o dólar ao final do ano, que estava em R$ 5,45 na semana passada, recuou para R$ 5,41.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).