Por Sruthi Shankar e Shreyashi Sanyal

(Reuters) – O mercado acionário europeu ficou praticamente estável nesta quarta-feira, pouco abaixo de máximas recordes, com os papéis de saúde entre as maiores perdas, enquanto o otimismo sobre a vacinação e a libra mais fraca ajudaram as ações do Reino Unido a se destacarem.

O índice STOXX 600 perdeu 0,1%, negociado pouco abaixo da máxima de fechamento de 435,26 pontos na terça-feira. As ações de saúde caíram 0,8%, liderando as perdas entre os setores.

O índice britânico FTSE 100 avançou 0,9% diante da libra mais fraca, enquanto o índice de midcaps focado internamente chegou a uma máxima recorde depois que o Reino Unido iniciou a distribuição de vacinas da Moderna contra a Covid-19.

“Parece que enquanto o índice de blue-chips do Reino Unido, e seu irmão de mid-caps, aproveitam o otimismo do retorno pós-Covid do país, a libra tem sido pressionada por preocupações com o programa de vacinação”, disse Connor Campbell, analista do Spreadex.

Uma recuperação em setores economicamente sensíveis, como bancos, energia e montadoras elevaram as ações europeias para níveis pré-pandemia nesta semana, com os investidores apostando em forte recuperação econômica global.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,91%, a 6.885 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,24%, a 15.176 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,01%, a 6.130 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,08%, a 24.740 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,43%, a 8.597 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,23%, a 5.025 pontos.

Quer tirar suas dúvidas sobre o Imposto de Renda de 2021? Mande sua pergunta por e-mail (faleconosco@6minutos.com.br), Telegram (t.me/seisminutos) ou WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).