Por Nivedita Balu

(Reuters) – O McDonald’s disse nesta quarta-feira que vai exigir novos treinamentos e políticas para combater assédio, discriminação e violência em seus 39 mil restaurantes em todo o mundo. 

A rede de fast-food afirma que suas lojas, a maioria dos quais administradas por franqueados, deverão atender aos novos padrões a partir de janeiro de 2022.

A mudança faz parte do plano da empresa para tornar os ambientes mais seguros para trabalhadores, após ter enfrentado vários processos judiciais acusando-a de sujeitar as funcionárias de seus restaurantes a assédio sexual generalizado.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).