O Procon de São Paulo notificou nesta sexta-feira (6) as empresas Samsung, Claro e Motorola a prestarem esclarecimentos a respeito da venda de celulares com tecnologia 5G — disponível em apenas algumas cidades do Brasil — em seus sites.

As empresas ainda não foram multadas. Por hora, elas têm 72 horas para responder se informam os clientes as limitações do serviço, e se os aparelhos com a função 5G já estão disponíveis no Brasil.

A Claro também deverá esclarecer uma suposta dualidade de informações veiculada em seu site, que informa tanto que a empresa é a primeira a oferecer o 5G no Brasil, quanto que o aparelho Motorola Edge é o primeiro smartphone com a tecnologia do país. O Procon-SP questionou se o serviço estará disponível apenas no modelo em questão.

A Claro ainda terá que explicar qual será a amplitude de cobertura do 5G no Brasil, se haverá limitações e como ele será garantido ao consumidor, além de responder se recebeu autorização dos órgãos competentes para oferta do serviço.

Ao 6 Minutos, a Samsung confirmou que recebeu a notificação do Procon, e que esclarecerá as dúvidas levantadas pelo órgão. “A empresa reforça que as informações referentes a disponibilidade do serviço 5G nos produtos elegíveis constam em seu site oficial e materiais de comunicação. A Samsung ratifica seu compromisso com a ética e transparência em todas as esferas em que atua”, disse, em nota.

A Claro também confirmou que recebeu a notificação e responderá a todos os questionamentos do órgão. Procurada, a Motorola não se pronunciou até a publicação desta matéria.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).