A pandemia mudou o perfil de gasto do brasileiro. O percentual de gastos das classes DE com financiamento imobiliário passou de 5% em 2019 para 12% em 2020, segundo o estudo Domestic View, da consultoria Kantar.

Segundo a Kantar, isso é reflexo do ambiente de juros baixos e taxas atrativas para aquisição de moradia própria ou para investimento, que levaram a um aumento do mercado de financiamento imobiliário em 2020.

Mas o aluguel de imóveis representou ¼ dos gastos de quase 17% das famílias no ano passado, principalmente das classes CDE.

O estudo identificou também que as classes AB diminuíram gastos com empregada doméstica (-3 p.p. em relação a 2019) e com manutenção/reforma (-8 p.p.).

Veja outros destaques do estudo:

  • 67% dos lares brasileiros estão endividados,
  • Consumo de alimentos e bebidas dentro do lar, higiene e limpeza caseira representaram quase 60% dos gastos nas classes DE
  • Gastos com habitação das classes DE subiu de 18% em 2019 para 22% em 2020
  • Entre os gastos com serviços públicos, energia elétrica foi o que mais pesou no bolso do brasileiro durante 2020.
Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).